6- Vigia, esperado a aurora - Antônio Carlos Santini

Vigia esperando a aurora
Qual noiva esperando o amor
É assim que o servo espera
A vinda do seu Senhor
Ao longe, um galo vai cantar seu canto
O sol no céu vai estender seu manto
Na madrugada eu estarei desperto
Que já vem perto o dia do Senhor
A minha voz vai acordar meu povo
Louvando a Deus, que faz o mundo novo
Não vou ligar se a madrugada é fria
Que um novo dia logo vai chegar
Se é noite escura, acendo a minha tocha
Dentro do peito, o sol já desabrocha
Filho da luz, não vou dormir: vigio
Ao mundo frio vou levar o amor!